O QUE É O REIKI?

O Reiki é, ao mesmo tempo, uma técnica de harmonização, uma energia e uma terapia. É difícil entendê-lo com a mente analítica e racional. O Reiki não é para ser explicado, é para ser vivenciado. Tentar defini-lo é como tentar definir o amor, que só poderá ser compreendido se vivenciado.

 

A ENERGIA PELAS MÃOS

A energização através das mãos não se trata, de maneira alguma, de um processo mágico ou misterioso; pelo contrário, é uma forma antiga e natural de reequilibrar o campo energético do beneficiado; o que deve ser sempre feito com atenção, respeito e amor.

Instintivamente, tanto o ser humano quanto os animais utilizam-se do toque para transmitir bem-estar e aliviar a dor. Quando machucamos uma parte do nosso corpo, por exemplo, uma das nossas primeiras reações é pôr as mãos sobre a área atingida; quando temos dor de estômago, colocamos nossa mão sobre a sua região; ou, quando temos dor nas costas, queremos tocar a parte dolorida ou que alguém nos toque para aliviar a dor. Os animais lambem onde dói ou está ferido para aliviar a dor e acelerar a cicatrização. O carinho com as mãos ou o beijo dos pais, ajudam a criança a acalmar-se, retirando as suas tensões, medo, susto, preocupações exageradas e até a esquecer que havia se machucado – dissolve o trauma.

O Reiki, por mais complexo que possa parecer, é uma técnica simples de transmitir energia através das mãos.

 

A TÉCNICA REIKI

Quando há equilíbrio, a energia circula de forma livre nos seres vivos alimentando todas as células e órgãos do corpo e possibilitando o pleno desempenho das suas funções vitais; seja uma planta, um animal ou um homem.

Quando há um desequilíbrio em qualquer aspecto que permeie a vida – seja um exagero cometido, uma contaminação no sistema, traumas, escassez de algum recurso essencial, dentre outros – o corpo libera ou absorve energias que produzem barreiras impedindo o fluxo de energia vital, atuando no corpo físico e criando a “doença” ou atuando no corpo emocional e criando traumas, por exemplo. As consequências disso podem ser uma simples dor de cabeça, um nódulo muscular, uma doença grave como o câncer, baixa de imunidade, perda do vigor físico e do prazer de estar vivo, um descontrole emocional, uma irritação, etc.

O Reiki é uma energia apolar, inteligente e curativa,
que tem o poder de elevar a energia de quem o recebe.

Circula entre as informações sobre o Reiki, que por ser inteligente, essa energia “procura” por si mesma os bloqueios energéticos prioritários a serem trabalhados no beneficiado; ou ainda, porque essa energia procura os bloqueios que devem ser trabalhados e flui até eles, ela é inteligente. De certa forma, esta informação é verdadeira. Porém, é mais plausível a explicação de que, simplesmente, o Reiki eleva por completo, agindo no emocional, físico e mental. Para conseguir colocar o favorecido numa frequência mais alta do que aquela em que se encontrava antes da aplicação de Reiki, os bloqueios energéticos presentes em determinadas zonas do corpo devem ser removidos pois, sendo bloqueios, são de baixa frequência. Assim é a inteligência do Reiki: atua elevando, removendo baixas frequências, para colocar o indivíduo que o recebe num estado de amor, serenidade, compaixão, desapego, perdão verdadeiro, humildade, disciplina, calma, otimismo, paz, bondade… Que são emoções, sentimentos e estados elevados.

Muitas vezes os bloqueios presentes no corpo energético são sutis e mesmo os mais densos iniciam-se de forma sutil. O Reiki, como uma poderosa ferramenta na eliminação desses bloqueios, é um eficiente agente preventivo, evitando o surgimento de doenças, sentimentos e padrões de comportamentos nocivos e tudo mais o que possa baixar a frequência energética do indivíduo, trazendo tranquilidade para que este escolha conscientemente aquilo que é melhor para ele.

A energia que gerou e alimenta o Ki de cada ser provém do universo e pode ser captada através da luz do sol, de alimentos frescos (vivos ou in natura), do ar, de ambientes sagrados e/ou harmonizados, de uma sessão de terapia energética e de pessoas que estão na frequência do amor.

A técnica do Reiki poderia ser definida como aplicação de energia universal, que contribui para trazer de volta o estado pleno de saúde, harmonia, felicidade; um instrumento de transformação e realização. Captada do universo, a energia não provém do terapeuta, dessa forma, este não fica exaurido mesmo após várias sessões de atendimento.

Quando o reikiano está com todas as condições necessárias para aplicar a energia adequadamente, verificamos que ele também se beneficia na aplicação e, ainda, os ambientes onde as sessões são realizadas, após uma aplicação bem feita, se elevam, ficando num clima de paz e harmonia. Isto porque a energia passa pelo ambiente e pelo terapeuta para poder chegar até os clientes.

A abrangência do Reiki e a característica de utilizar a energia universal e não humana, faz desta uma técnica poderosa.

 

A PALAVRA “REIKI”

 

Reiki” não é um nome exclusivo para o sistema de Mikao Usui, embora isso aconteça comumente. A palavra “Reiki” é de origem japonesa e é o resultado da união dos kanjis Rei e Ki.

Rei, que pode ser traduzido como sabedoria universal ou energia divina, gerencia a distribuição de Ki, força, sopro ou energia vital, em todos os seres.

A palavra “Ki”, com variadas definições em diversas civilizações, povos e culturas, pode ser traduzida como espírito, alma, força vital, energia vital. É uma energia essencial para todos os seres vivos, assim como para a vida na Terra. Quando o Ki se esgota ou deixa o organismo, a vida cessa.

 

POSSIBILIDADES

Qualquer tarefa necessita de energia para ser realizada. O Reiki, como uma forma de energização, poderá contribuir em todas as suas realizações.

Um cozinheiro que se conecta à energia Reiki preparará alimentos de alto poder energético; um professor comunicar-se-á com mais eficiência; um dentista poderá utilizar o Reiki para acalmar o seu cliente; uma dona de casa fará da sua casa um ambiente harmonizado em todos os níveis; um atleta encher-se-á de energia para melhorar seu desempenho; um estudante transformará a energia em aprendizado.

Os seres vivos têm a capacidade natural de se manterem saudáveis e de eliminar as toxinas e doenças que possam adquirir. Todos temos um sistema imunológico que nos protege das invasões que sofremos constantemente no dia-a-dia. Se a proteção natural é prejudicada por algum excesso cometido ou a escassez de algum nutriente, por exemplo, o Reiki contribuirá para a sua recuperação e para que essa capacidade se mantenha otimizada em cada um de nós. Ele também aumentará a sua sensibilidade corporal, permitindo que você tenha mais facilmente a vontade de comer um fruta que necessite ou de sair de um ambiente que não lhe faz bem.

 

CONCLUSÃO

A utilização da técnica do Reiki alimenta energeticamente o ser humano e outras formas de vida em seus vários níveis de energia: mental, emocional e física, para citar os níveis básicos. O equilíbrio e a harmonia de todos os seus níveis é o que gera a vida e a saúde.

Nesta apostila, assim como nos nossos cursos de Reiki, seguimos o Sistema Usui de cura natural, conhecido como Reiki tradicional de Mikao Usui ou ainda Usui Shiki Reiki Ryoho.

Assim como levamos um tempo para ter a compreensão do infinito nas aulas de matemática, também poderemos demorar um pouco para nos acostumarmos à idéia de que o Reiki provém de uma fonte inesgotável, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Novamente, podemos compará-lo ao amor — quanto mais se ama, mais o amor se torna presente ou, ainda, quanto mais se ama, mais se entra na energia do amor — quanto mais você canalizar o Reiki, maior será sua capacidade/habilidade de canalizá-lo e maior será a presença do Reiki no seu cotidiano, transformando sua vida e a vida ao seu redor.

Uma boa experiência, que mostra o que é o Reiki, é recebê-lo numa sessão ou senti-lo sair através de suas mãos formando um campo magnético como os que envolvem os imãs, fluindo em direção à outra pessoa, a um ambiente, um animal ou um alimento.

Elevar a vibração é tomar o caminho do crescimento pessoal completo e equilibrado, podendo irradiar sua energia, o que fará com que outros a sintam e possam querer experimentar o que você já está experimentando. Você estará atento(a) à sua energia vital, há muito esquecida pela sociedade ocidental, mas que a tudo permeia e nos ensina como amar a nós mesmos e, a partir daí, expandir esse amor ao ponto de cruzar o vão aberto pelo homem entre os nossos semelhantes humanos e a Natureza, para que possamos finalmente viver em harmonia com o todo que nos rodeia.

Vitor Bustamante agradecendo Nádia Tanabe Ohmura, do espaço Shantik, pelo presente valioso: um incenso feito no Templo Kurama, onde Mikao Usui desenvolveu a técnica do Reiki no Japão. O incenso tem um aroma muito suave e agradável.

Vitor Bustamante agradecendo Nádia Tanabe Ohmura, do Espaço Shantik, pelo presente valioso: um incenso feito no Templo Kurama, onde Mikao Usui desenvolveu a técnica do Reiki no Japão. O incenso tem um aroma muito suave e agradável.

 

O REIKIANO NÃO É APENAS UM CANAL

É dito em muitos lugares que o reikiano é apenas um canal por onde passa a energia em direção a quem a recebe. De fato, o reikiano é um canal para o Reiki, porém não somente. A frequência energética em que estamos entra em contato com qualquer energia que recebemos, — seja uma energia de amor, pura como o Reiki, ou uma energia impura, de raiva — e nosso organismo reage de alguma maneira aos diferentes tipos de energia, podendo se elevar vibratoriamente, se diminuir ou alterar aquilo que se relaciona com ele.

Quando a energia Reiki entra em contato com a energia de alguém, ela age e causa as suas influências benéficas. Havendo uma energia densa ou de baixa vibração, ela irá atuar ali para que a densidade se dissolva e o beneficiado se harmonize e se eleve.

Se um reikiano estiver em um dia ruim, vivendo situações desagradáveis que fazem seu emocional oscilar muito, por exemplo, o Reiki que ele aplicará, em um cliente, não será um Reiki ideal porque a energia captada será usada nele mesmo e, como estará mais em ressonância com energias densas (negativas) sua capacidade de captar a energia Reiki estará enfraquecida.

Sendo uma energia sábia e de amor, o Reiki deve ser aplicado por uma pessoa que seja um sábio amoroso. Assim, a energia será adequadamente captada e direcionada ao cliente. Do contrário, o terapeuta não será um instrumento ideal para canalizar o Reiki.

Daí a importância de uma abertura de canal numa iniciação de Reiki. Ela é feita para que o canal de energia do futuro reikiano seja limpo e se torne puro, assim como a energia Reiki.

Um bom exemplo que damos em curso, é o da caixa d’água. Imagine uma bela caixa d’água cheia de água mineral, límpida, totalmente potável. Agora imagine que esta água precisa chegar até alguém e que, para isso, é necessário um cano para direcioná-la. O que acontece à água se esse cano é um cano sujo? Um cano que fuma há anos? Um cano cheio de emoções presas? Um cano egoísta que não é capaz de amar? Um cano que coleciona mágoas e as mantém dando-lhes atenção várias vezes ao dia? Um cano que emite palavrões e não cultiva o perdão?

Não adianta ter inúmeras técnicas sem ter amor. Sem amor você não é um canal. É preciso amor para que você seja um instrumento na evolução de alguém.

 

Portanto, só aplique Reiki em outra pessoa se você estiver bem. Do contrário, você tem o dever de fazer uma auto-aplicação até restabelecer o seu equilíbrio energético, sua consciência amorosa, tranquila e sábia em relação a vida.

Crianças e idosos podem ser excelentes terapeutas com esta técnica, pois ela depende mais do amor incondicional que a pessoa que serve de canal oferece do que dos conhecimentos acumulados por ela.

Os bons reikianos são as pessoas sábias e amorosas.

reiki-flor